20 Dez

Acerola também pode ser ingrediente para sobremesa

Por Lia Quinderé em 20/12/2013 às 15h57m

» Comentário (0)

Vocês sabiam que a acerola também pode ser utilizada como ingrediente para fazer sobremesa? Pois é, eu testei e aprovei! :)

A acerola tem um teor de acides muito interessante. É um bom elemento para contrastar com o doce e trazer mais equilíbrio para uma sobremesa. Eu já testei em receitas como caramelo, sorbet, coulis, além de uma redução salgada com vinagre balsâmico. O fruto se saiu bem em todas as preparações! Minha opinião detalhada saiu na edição de novembro da revista Menu: http://bit.ly/19CIw2N

Testem também e deixem a opinião de vocês por aqui. Até a próxima!

Beijos.


Veja mais!

Tags: , , ,

19 Dez

Lia Quinderé – O sonho que se tornou realidade

Por Lia Quinderé em 19/12/2013 às 15h49m

» Comentário (0)

Hoje eu trago para vocês o vídeo que conta a minha trajetória. A iniciativa faz parte do projeto Sonhalize, da farinha Finna.

A mensagem principal que desejo transmitir é: se você tem um sonho, continue acreditando e lutando para que ele se realize. Não há nada melhor no mundo do que fazer aquilo que amamos, pois o “trabalho” acaba se tornando um hobby para a vida! E não tem nada mais prazeroso do que gostar do que se faz, não é mesmo? Espero que gostem! Ah, deixem seus comentários por aqui. Quero saber a opinião de vocês!

Beijos!

 

 


Veja mais!

Tags: , , , , ,

24 Ago

Menu du Jour – Vancherin

Por Lia Quinderé em 24/08/2012 às 11h21m

» Comentários (4)

A confeitaria mistura técnica com criatividade, e a receita de hoje promete encantar não só o paladar, mas também aos olhos. O merengue foi inventado por um chef confeiteiro suíço, de origem italiana, no início do século XVIII e desde então faz parte da confeitaria do mundo inteiro. Existem os merengues suíços, italianos e os franceses. O francês é leve e delicado e deve ser levado ao forno para atingir a consistência correta, já o italiano é bem mais firme e serve para decorar e rechear tortas e doces. O suíço não é tão instável quanto o italiano e deve ser utilizado logo após o seu feitio. Os vacherins são ninhos de merengue que abrigam em seu interior algum tipo de recheio. Lembra muito os suspiros, mas não devem ser confundidos, porque a textura desse doce francês é bem mais leve. Bonne Chance (Boa Sorte) para os que vão se aventurar no feitio desses doces maravilhosos!

 

VACHERIN DE GANACHE COM NOZES  

Produtos que você vai usar:

Merengue:   01 kg de Açúcar de confeiteiro

05 Claras

01 colher de chá de baunilha

Ganache:   300 gramas de chocolate meio amargo

150 ml de creme de leite fresco

Para Decorar:   Nozes Anilina em pó dourada

 

Prepare assim:

Ganache: Pique o chocolate. Esquente o creme de leite até levantar a primeira fervura. Depois depeje em cima do chocolate e vá mexendo com uma espátula até derreter por completo o chocolate.

Merengue: Bata as claras com a baunilha e vá acrescentando o açúcar de confeiteiro aos poucos. Deixe bater até obter um merengue de consistência bem firme. Prepare um saco de confeitar com bico estrela largo. Em uma assadeira untada, faça pequenos ninhos com o merengue, em movimentos circulares. Polvilhe açúcar de confeiteiro e leve ao forno pré-aquecido. Deixe dourar em forno médio. Retire do forno e deixe esfriar. Coloque a ganache dentro dos vacherins e decore com nozes pintadas de dourado.

 

DICA DA CHEF

  1. Os vacherins ficam deliciosos com frutas vermelhas e creme de confeiteiro.
  2. Utilize na forma os tapetes anti aderentes de silicone. Eles facilitam nossa vida!

 

Voilà! Bon Appétit!!!


Veja mais!

Tags: , , , , ,

12 Jun

Pierre Marcolini

Por Lia Quinderé em 12/06/2012 às 13h33m

» Comentário (1)

Hoje é o dia dos namorados e nada mais romântico do que chocolate!!! O Blog dá a dica de um dos melhores chocolatiers EVER, Pierre Marcolini. O Chef Belga, simpático e elegante, busca a perfeição em tudo o que faz.

Há uns dois anos atrás, fui à Bruxelas com três visitas agendadas, e uma delas era a fábrica de chocolate de Pierre. Fui recebida pelo próprio Chef, que em um tour, me mostrou todos os pormenores da sua produção. Desde a recepção dos grãos de cacau até a finalização e decoração dos bombons.

Marcolini produz o seu próprio chocolate (matéria prima). O que nem seria necessário para ter boa qualidade, já que ele está na cidade que produz o melhor chocolate do mundo, na minha opinião… Mas ele garante, esse é o segredo do sucesso dele. Já que ele mesmo seleciona as sementes de cacau que quer ou não usar em sua massa.

A produção é muito organizada, dividida por setores, e todos são muito simpáticos e alegres. Quase toda industrial, mas ainda conta com a participação humana de vários outros chefs, que se responsabilizam sempre pelas finalizações.

A marca tem 09 lojas na Bélgica (Bruxelas, Anvers, Liège), 04 lojas no Japão, 02 lojas em Paris, 01 no Kuwait, 01 em Twain e 01 no Reino Unido.

Os chocolates são pra comer, rezar e sonhar… Pralines, Carrés, Trufas, Biscuits ou Macarons. Esteja disposto à degustar tudo que tiver vontade. E olha que eu garanto que você vai querer provar de tudo!

Eu provei e aprovei. Recentemente, no Salon Du Chocolat em Paris, tive a oportunidade de provar novamente. Eles estavam com um quiosque na feira, e estavam fazendo bonito!

A viagem pra Bélgica foi o máximo! Fui à Bruxelas, Brugges e Anvers. A Bélgica respira chocolate! Vale a pena fazer o tour do chocolate em Brugges.

Eu em Brugges, no tour do chocolate…
Espero que tenham gostado das dicas!! Bjos e até a próxima!


Veja mais!

Tags: , , , ,